Casarão das Doações

26 10 2008

Primeiramente me desculpem por não ter postado anteriormente. Semana atribulada no serviço, ainda bem que tudo já foi resolvido. Que venham novos problemas!

Na semana passada fui andar na Paulista (novidade ¬¬…) com umas amigas (beijo Paty, beijo Drica =D) para assistir a peça Machado a 3×4, já comentado aqui no blog. A peça foi maravilhosa! Ver os personagens d’O Alienista representados tão bem no palco foi uma experiência única. Já falei do meu amor pelo Nós do Morro. Não quero ser repetitivo. Este post trata de um fato que ocorreu algumas horas antes da peça…

18/10/2008. São Paulo. Avenida Paulista, 17:30.

Eu, a Patrícia e a Adriana tiramos algumas fotos no parque Trianon. As fotos não ficaram muito boas, mas foi engraçado (confiram aqui no Flickr!). O que foi engraçado? O “seu gualda” mandando sair do parquinho VAZIO, porque ali era um espaço para crianças. Achei ridículo, mas fazer o quê, é o trabalho dele, né? Terminadas as fotos, resolvemos ir até o Casarão ver os cães para serem adotados.

Casarão, 1919. Avenida Paulista, 17:50.

Chegando ao Casarão, percebemos uma aglomeração estranha. Pessoas gritando, uma caixa com 3 filhotes de vira-lata (marrons, lindos^^) chorando, um morador de rua gritando que o responsável pelo projeto no dia, que pelas fotos daqui era o Renato, não tinha coração.

Pelo que pude entender (os nervos por lá estavam muito exaltados), um casal levou até o Casarão os filhotes de vira-latas para serem doados. O Renato, um dos voluntários, não aceitou, alegando que todo final de semana era a mesma coisa, “os FDP deixavam os cães e ele é que pagava a ração” e colocou a caixa com os cãezinhos do lado de fora do Casarão. O casal e mais alguns visitantes acharam aquilo um absurdo, e é aí que o morador de rua entra na história. Ele estava do lado de fora e disse que o “moço jogou os cães na calçada”, Foi a conta. O homem que trouxe os cães foi até a rua e trouxe os animais de volta, dizendo que aquele era um local público e que foi reservado para adoção de animais, e que o que ele estava fazendo ia de encontro a este propósito.

A situação começou a sair de controle, o Renato estava muito nervoso e tratou os animais de maneira muito rude, o que desagradou o homem que os levou. Foi quando ele perdeu a razão. Começou a falar que era advogado, tirou a jaqueta, jogou no chão e chamou o Renato pra briga. Ele fechou o portão do Casarão com quem estava dentro e ligou pro 190, dizendo que pessoas haviam invadido a “casa dele”.

Foi aí que as meninas me puxaram pra fora e não sei o que aconteceu no final! Tentei a semana inteira encontrar alguém que me contasse o final dessa história!

Mas eu tenho certeza que acabou tudo bem, pois quando saímos do McDonald’s já estava tudo fechado. Não pude ir até lá neste final de semana para apurar os fatos porquê trabalhei.

Se algum de vocês tiverem maiores informações, por favor comentem.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: