RESUMÃO Lost 5×01 ao 5×04

9 02 2009

Sim, amo Lost e estou morrendo de medo do final da série. Por que? Porquê a série está muito boa! Assisto desde o primeiro episódio, e confesso, há episódios que prefiro esquecer, que foram só encheção de lingüiça. Mas a partir da metade da terceira temporada tudo começou a correr, mistérios revelados, e novos mistérios apareceram.

Mas nada se compara aos episódios da quarta e o início desta quinta temporada. Se você não tem medo de spoilers, continue a ler…

Devido a greve dos roteiristas pensei que a série seria prejudicada. Ledo engano. A série de Carlton Cuse, Damon Lindelof e Jeffrey Jacob Abrams (a.k.a. J. J. Abrams) este último um dos criadores da série (e agora vendo o nome dele fico pensando se ele mesmo não será o Jacob no final… se é que ele aparecerá. Seria legal =)), deu uma guinada para o final. Parece que foi chacoalhada e agora cada episódio levanta novos mistérios, podendo ser respondidos no mesmo episódio, ou dali a três, e diversas pequenas peças para o quebra-cabeça que se revelará ao final da série.

Pierre Chang. Anteriormente conhecido como Marvin Candle.

A quinta temporada já começou chutando bundas. Because You Left começa com um flashback da ilha, com Pierre Chang, antes conhecido como Michael Candle, acordando, dando mamadeira para um bebê, que tenho certeza que é o Miles, e saindo para a gravação de mais um vídeo de orientação que Locke tanto ama. A gravação é interrompida por um operário o chamando para verificar a escavação, que foi encontrado um objeto estranho. Nada mais é do que a roda de burro, que é usada para mover a ilha =D Mas o melhor fica para os segundos a frente, quando vemos Daniel Faraday trabalhando na mesma escavação! Teria ele sido um viajante temporal ali disfarçado, ou ele realmente teria trabalhado para a Dharma no início de suas operações na ilha? Ainda não decidi qual opção escolher, mas acho a primeira mais plausível, afinal a ilha está a deriva no tempo e espaço porque Jack,  Kate,  Sayid,  Hurlley,  Aaron e Sun, os Oceanic 6, saíram dela, desencadeando uma sucessão de eventos.

A bússolaDesse primeiro episódio o que mais explodiu a minha cabeça foi essa cena, e o encontro de Locke, com Ethan, que lhe dá um tiro na perna e em seguida o clarão acontece e o tempo/espaço muda, levando Locke a um encontro com Richard Alpert, que praticamente faz um resumo do que veremos nesta temporada: A ilha está em looping; Locke deve trazer os que saíram de volta à ilha. E a entrega da bússola, que é usada no futuro por Richard Alpert quando Locke ainda criança deveria ter escolhido.

Minha cabeça explodiu mais uma vez quando Charles Wildmore procurou a Sun no aeroporto, propondo parceria para acabar com Benjamin Linus. Ah! Teve também o Brotha! Faraday vai até a escotilha, onde Desmond no passado digitava os números malditos (4, 8, 15, 16, 23, 42), e pede para ele encontrar a sua mãe, e três anos depois, na linha do tempo corrente, Des acorda no barco com Penny se lembrando do que houve em seu passado. Muito bom!

Anna Lucia

Um primeiro episódio de tirar o fôlego. No segundo episódio, The Lie, (que foi apresentado logo em seguida para arruinar nossas cabeças, e no nosso caso, o sono ¬¬…)  temos Hurlley conversando com Anna Lucia, pedindo para ele não ser preso. Hurlley e os mortos conversam de verdade, igual ao Miles, ou é pura alucinação? Não sei, só sei que dessa vez a policial estava certa e o Dude ignorou. Eu nunca senti tanta raiva do Hurlley como senti nsse episódio. E ainda estou.

O Davi Garcia, do Dude We Are Lost chamou a atenção para o objeto/aparelho que Faraday tirou da mochila, que se parece muito com um sextante, um aparelho usado para navegação, medição e posicionamento. Pra que? Sei lá eu. Será que eles encontrarão o Black Rock e Faraday ajudará os tripulantes a encontrar uma rota segura para sair da ilha? Seria muito legal!

Senhora Hawking (quem seu esse nome pra ela? hehe)Neste segundo episódio, o que mais gostei foi ver a Sra Hawking em um laboratório escuro, fazendo vários cálculos no quadro negro com a ajuda de um computador antigo. Com certeza procurando a ilha e a localizando, afinal, nada faria mais sentido para ela dizer para o Ben reunir os outros em até 70 horas. Todo esse diálogo seria ok se tivesse sido feito no laboratório, mas não foi na igreja! E o comentário do Carlos Alexandre, do Lost In Lost, me fez ficar pensativo por uma semana inteira. Afinal, unir Ciência e Fé seria o objetivo perfeito para o final da série!

Melhor momento da série? Hurlley tacando um pão no Ben. Hilário!

Mabuhay, Charlie =]

Daí o terceiro episódio, Jughead, que começa emocionante. Desmond sai correndo feito um maluco atrás de um tal de Efren Salonga, que na verdade é um parteiro que trás ao mundo o filho de Desmond e Penny, Charlie =) Emocionante.

Seguindo as orientações de Daniel, Desmond vai até Oxford à procura da mãe do físico, e lógicamente não é encontrado por meios oficiais. Des então invade o escritório onde, no passado, encontrou Daniel para conseguir encontrar a sua constante, Penny (o episódio mais lindo de todos, 4×05 – The Constant). Lá tudo está coberto com lençõis, abandonado. Des encontra um porta retrato de Faraday e uma jovem mulher, que sabems ser Theresa Spencer. Um funcionário entra e o avisa de que outros já haviam estado ali atrás do professor por causa de seus experimentos bizarros. Até que comenta sobre um experimento mal sucedido que Faraday fez com uma pobre garota (a tal Theresa), que veremos mais para frente que Charles Wildmore está financiando não só o tratamento da pobre, como financiou os experimentos de Faraday no passado! AAAH!

Theresa Spencer Antes e Depois

Enquanto isso, na ilha, Richard Alpert está com Faraday, Charlotte e Miles presos, pois acredita que eles são soldados hostis que invadiram a ilha. Alpert então comenta sobre a bomba de hidrogênio, Jughead. Faraday diz que pode ajudar e se declara para Charlotte na frente de todos para poder ganhar tempo e tirar todos dali em troca de tentar desarmar a bomba. Daí entra a nova personagem, Ellie, que alguns dizem ser a Sra Hawking, mas eu acho que a Sra Hawking é a mãe de Faraday, e acho meio esquisito acrediar que a mãe se encontrou com o filho no passado na ilha… sei lá, acho que ela ser a Sra Hawking não tem nada a ver. O que tem mesmo a ver é Locke encontrar Charles Wildmore na ilha, no acampamento junto com Richard Alpert! Isso é o que eu não esperava MESMO! AAAH(2)!

Charles WildmoreLembram do que Ben falou sobre quem move a ilha não poder mais voltar a ela? Então. Se somente tem acesso a roda de burro aqueles que são os líderes da ilha, pois Jacob é quem dá tais coordenadas (ou Richard Alpert, que creio ser o avatar do Jacob, ou o próprio monstro de fumaça, como dizem), significa isso que Wildmore já foi um líder, que por sei lá eu que motivo, moveu a ilha e agora está louco para voltar e usufruir do benefícios da ilha? Que benefícios seriam esses? Esperamos cenas dos próximos capítulos.

-Diga, Desmond. (hehehe)Corta para a linha do tempo corrente com Des mentindo para Penny que esquecerá tudo o que aconteceu. Ela saca a mentira do Brotha e consente em seguí-lo para onde ele for. Cara se a Penny pisar na ilha eu saiu pelado na Avenida Paulista. Ok, mentira. Mas que eu tenho um troço é bem capaz. Tipo, Des encontrou o Wildmore e ele falou para não colocar a filha dele em risco, para se esconder o máximo possível, com certeza por causa da conversa que ele e Ben tiveram no episódio 4×09 – The  Shape Of Things To Come. Ou seja, se Penny pisar na ilha, Ben mata a candanga, e o Des fica sem constante, e daí ferrou tudo! A não ser que a constante dele se torne o pequeno Charlie. Pode trocar de constante? Ai, não entendi muito bem esse conceito de constantes… Assim que entender melhor eu formulo melhor essa minha teoria.

They try to make me go to rehab... quer dizer... Charlotte Nose Bleed.Volta pro passado/presente, com Locke convesando com o Richard ‘mister cajal’ Alpert e lhe entrega a bússola, só que eles estão uns 50 anos no passado, e o ‘Sr. Eu-não-envelheço’ não faz a mínima idéia do que está acontecendo. Locke se apresenta como líder deles. Alpert informa que seus líderes são escolhidos desde muito jovens. Locke então pergunta o ano em que estão. 1954 é a resposta. Locke extende o convite a Richard de visitá-lo dali alguns anos para tomar um chá, mais precisamente após 30 de Maio de 1956, dia mês e ano do nascimento de Locke! E o clarão acontece. Ele e os outros se reunem e Charlotte sofre os efeitos colaterais da viagem no tempo. A ruiva cai dura.

Aaron e KateThe Little PrinceThe Little Prince é mais focado nos eventos fora da ilha. Ben reunindo os 6 para voltar. Sun recebe uma arma dentro da caixinha de chocolate, junto com fotos do Jack e Ben. Kate está atrás de quem a está processando para ficar com a guarda de Aaron. Ela está na cola do advogado que a procurou para retirar amostras de sangue de Kate e Aaron, quando Jack liga todo preocupado com a segurança da sardenta, Sayid acaba de ser atacado dentro do hospital (e aqui tenho certeza que esse cara estava sob ordens de Benjamim Linus). Jack não conta para a Kate o que aconteceu e insiste para que ela dê a localização de onde está. Ele vai atrás e os dois seguem o advogado, que chega até a casa da mãe de Claire. Eu jurei que era ela quem estava querendo a guarda do garoto. Decepcionei bonito nessa. Já tinha até inventado na minha mente maluca que ela tinha um caso com Charles Wildmore. Engano de jovem-gafanhoto! O advogado é do Ben, e no final do episódio esse feladaputa se mostra o mestre do engodo e dos mind games =D

Well, na ilha, Juliet se preocupa se esses ‘passamentos’ (oi vó!), os sangramentos, falha de memória, etc, acontecerão com eles também. O físico não tem idéia. A ruiva acorda toda desnorteada, perguntando pra que lado é o mar. Zuera, só perguntou quem era o Daniel. Mais um flash e eles voltam para o dia em que a escotilha acendeu as luzes para Boonie (saudades =)) e Locke, mesmo dia em que Claire deu a luz a Aaron, e este fato é visto ao longe por Sawyer, que fica mexidão. Pensa no tanto que esse personagem evoluiu? De egoísta-mor a líder preocupado, que mostra sentimentos e tudo O_o! Super coerente, continuem assim roteiristas o/

B612. O planeta do Pequeno PrincipeE agora o plano é voltar para o ponto zero, a estação Orquídea. O que encontrarão lá? Dessa eu não tenho idéia, mas se o Alpert colar lá com mais informações para eles quando chegarem, será bem interessante. Bom, Locke e os outros vão até o acampamento atrás do barco para chegar até a estação Orquídea. Ao chegarem ao acampamento, está tudo zoneado. Eles também encontram uma garrafa d´água de nome Ajira, a primeira menção a companhia aérea que, eu acho, levará os 6 de volta a ilha.  Ó o site oficial da Ajira Airways. BTW, há um bote  lá no acampamento! Eles saem com ele, só que lá no meio do mar, são perseguidos por Deus sabe quem, e pelo visto, Juliet acerta um deles. São salvos por mais um clarão. Dei muita risada com Sawyer agradecendo ao ‘Senhor’ por tirá-los da enrascada, e retirando o agradecimento por tê-los jogado em uma tempestade., hehehehe.

De volta ao presente fora da ilha, como dito acima, ficamos sabendo que o cliente do advogado que está atrás de Aaron é Ben, que também está resolvendo o caso de Hurlley para tirá-lo este da prisão! Gordo burro. Ou não. Ai, nunca se sabe em que acreditar nessa série!

Jin e os francesesNa ilha a Charlotte me solta um ‘Oi’, que me assustou! Ela estava chamando atenção para uns destroços de um naufrágio. No meio do mar um bando de franceses (que eu matei na hora que era a Danielle Rousseau e seus companheiros) encontram um corpo. Jin is alive! AAAH(3)!

Fora da ilha Kate se encontra com Sayid e Ben, e Jack mais uma vez faz o discurso do “We have to go back!”, só que Ben conta que é ele quem está querendo a guarda de Aaron, o que desaponta por alguns instântes o Jack. Coisa rápida, afinal, Sun está ali perto com Aaron no carro dormindo e uma arma apontada para um belo headshot em Benjamin Linus.

Danielle Reasseau se apresenta para Jin. Cabô!

Quando li o nome do episódio, eu pensei que a referência do livro Pequeno Príncipe se daria em Aaron, um episódio focado no filho da Clarie. Viajei de novo. Na verdade o nome é uma referência a todos os que estão fora da ilha, menos o Ben, eu acho. Afinal, eles são ‘responsáveis por quem cativaram’ na ilha =]

Como será que vai rolar o encontro com os outros agora que Jin está com Danielle, detalhe, grávida!? Será que Ben os encontrará também? Só nos resta o pesado fardo de assistir a esta maravilhosa série =)

Acharam que eu viajei demais nas minhas teorias?

Comentaê o/

Ah! As fotos peguei do Docarzt.com e do Lost…Stuff.

Anúncios

Ações

Information

5 responses

10 02 2009
Lucas Gelati

Boa!
Eu queria saber fazer textos assim…:/

10 02 2009
rafagoom

@Lucas
Valeu, Dude!
Nem ficou tão bom, esse aí levei três dias para completar =O
Confiemos na prática, dizem que ela leva a perfeição ;)

21 02 2009
Resumão: Lost 5×06 - 316 « Rafael Na Net

[…] A Senhora Hawking explica que a ilha possui janelas de entrada e saída. Pelo que eu entendi, cada um dos 6 que saíram possui  uma janela, tanto que a de Jack fechará em 36 horas, por isso a necessidade de recriar ao máximo os eventos que levaram ao primeiro acidente que os levaram à ilha. Então a janela do Jack é a mais próxima a ser fechada e a única aberta no momento? É o que entendi. Desmond não entendeu, teve uma discussão com a Sra. Hawking. Entregou a mensagem que Faraday deu a ele, pedindo ajuda para a mãe. Ela disse que estava ajudando. Desmond vira as costas e a Sra. Hawking avisa: “A ilha ainda não terminou com você”. Ele descarrega 4 anos de mágoa na vovó, aconselhando Jack a não fazer o que ‘essas pessoas’ diziam e que eles eram apenas peças de um jogo. Dizendo isso, sai. Como sabemos que as regras da ilha não se aplicam a ele, eu estou tranqüilo sabendo que ele, e talvez Penny e seu filho, retornem à ilha. Mentira, já disse do meu medo que tenho se Penny pisar na ilha. […]

18 04 2009
Resumão Lost 5×13 - Some Like It Hoth « Rafael Na Net

[…] emocionante do episódio está quando Miiles se vê no colo do pai, Pierre Chang (sei disso desde o primeiro episódio dessa temporada). Cara, fiquei emocionado. Mas a cereja do bolo deste episódio vai para Daniel […]

20 05 2009
Guia RESUMÃO Lost – 5ª Temporada « Rafael Na Net

[…] RESUMÃO Lost 5×01 a 5×04 Resumo dos episódios 5×01 – Because You Left, 5×02 – The Lie, 5×03 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: