Teaser Trailer – Avatar: The Last Airbender

23 06 2009

Simples e cumpre o objetivo. Vemos o pequeno Aang, interpretado por Noah Ringer, treinando em um templo dos Nômades do Ar. Enquanto ele desfruta da paz do lugar, caravelas da Nação do Fogo se aproximam mandando bolas de fogo na direção do retiro espiritual do Avatar.

M. Night Shyamalan acertando a mão! Inclusive, já viram o site do diretor? Muito bom!





Abraço Twitável, Caneta Musical, Moon e District 9

12 05 2009

Me abraça que eu twitto!

Além da planta que twitta pedindo água, a cadeira que twitta os ‘puns’ que soltam em cima dela e mais uma infinidade de tosqueiras (dá uma olhada nessa lista da pix) que inventam para nosso brinquedinho favorito, agora é a vez do abraço twittável. Sim. Você abraça a pessoa e ele “traduz em twitts” esse abraço. Será que ele tem traduções do tipo “Ok, acabei de te trair, mas você merece um abraço”, “Você tomou banho hoje?”, “Esse abraço é pouco, eu quero é mais”, “Que fique claro que esse abraço é só amizade”? Até que esse não é assim tão inútil…

Agora olha esse brinquedo que toca música enquanto você desenha!

O melhor! No site do Drawdio (Draw(desenho)+Audio) há o esquema pra você montar esse gadget no conforto da sua casa! E se você o fizer, me vende, porque eu não tenho cérebro pra essas coisas. É verdade, matemática, cicuito, sistemas… Não entendo nada disso não. Lógica de Programação já tá consumindo todos os meus neurônios matemáticos XD

Agora falando de cinema, olha esse trailer de Moon:

Moon conta a história de Sam que foi contratado para fazer pesquisas na Lua pelo período de três anos ao lado de um computador. Na reta final de sua estada, ele encontra a si mesmo na Lua em uma situação deplorável! Alucinação? Esse tema, viagem temporal, está bem recorrente, hein? A mim não causa exaustão, curto pacas, mas e para o mercado? Humm…

E esse trailer de District 9 para fechar o post:

Extraterrestres são obrigados a se refugiar na Terra, vivendo em favelas e sofrendo com a rejeição e o preconceito dos humanos. Ainda não se sabe muito sobre o filme, mas parece ser bem legal! Eu gosto de Et’s =D





Star Trek – O Filme \\//_

9 05 2009

AVISO: Este texto contém leves spoilers do filme Star Trek ;)

Star Trek - The Movie

Eu sou o público alvo da nova empreitada de J. J. Abrams. Quando cheguei na sala de cinema eu sabia apenas o básico sobre Star Trek. Nunca assisti a um único episódio do seriado, ou qualquer dos filmes. Pois é J. J., você me pegou. E de jeito!

Quero uma camiseta com esse simbolo/emblema/logo/whateverTodos sabem que quando se trata de ícones que formaram uma geração (e principalmente quando essa geração é nerd) a cobrança é altíssima. J. J. A. tinha um enorme problema nas mãos, afinal, não poderia mexer na história já sacramentada do seriado. A sacada de gênio foi fazer o que ele faz de melhor: trabalhar com o Tempo. A solução dada foi a de criar uma nova linha do tempo, já que o próprio seriado original abordava o assunto.

Iniciando o filme literalmente do começo, acompanhamos a morte sacrificial do pai de James Tiberius Kirk, sua infância cheia de atos delinqüentes, e seu caminho até se tornar o Capitão Kirk da nave Enterprise e também a história da infância não menos perturnada de Spock, contando o preconceito que sofria por ser meio-humano, meio-vulcano e o duelo entre abster-se ou não de emoções e o desejo de ser aceito. O caminho do herói sendo traçado? Sim. Há dois heróis nessa história. Para as emoções que há em um, há razão de sobra no outro. Ao se fundirem pelo laço da amizade, tornam-se um único grande herói equilibrado.

Se o filme se focasse apenas nisso já valeria o ingresso. Mas não, ele vai além, mostraPersonagens cativantes é uma marca de J. J. Abramsndo como cada um dos integrantes da Enterprise chegaram até ali. E isso é feito de maneira natural, sem forçar a empatia do espectador. Todos os personagens tem seu devido desenvolvimento, como Hikaru Sulu e Pavel Checov, respectivamente piloto e navegador da Enterprise, que começam como dois personagens secundários, que erram de forma engraçada, como todo novo funcionário, mas crescem e amadurecem de forma natural na história. Todos personagens cativantes, interpretados por atores que demonstram na tela o prazer de interpretar.

Zoë Saldana (que estará em Avatar, de James Cameron) interpreta Nyota Uhura, UHUL!Uhura, a única personagem que me deixou desconfortável com o fato da não explicação completa de sua origem. No filme Uhura possui sentidos aguçados, o que muitos humanos que eu conheço “queriam” possuir, porém ela é apresentada como tendo nascido na África! Seria ela também uma meio-humana? Ela é o par romântico de Spock. Mesmo todos achando que no começo ela ficaria com Kirk, o que rende boas risadas.

Eu ri muito no filme, com piadas, frases soltas, ou situações engraçadas com timing perfeito, que não prejudicam em nada o andar da história, pois é deixado claro que o que se está retratando é uma história de jovens que em sua primeira viajem interespacial se vêem em uma situação estressante, e que juntos conseguem superá-la. Esta é a essência de Star Trek. Uma história de amizade e superação de problemas. Mas calma! J. J. Abrams teve o cuidado de não deixar seu filme cair na mesmice. A tecnologia, as questões de viagem temporal e a vida em outros planetas são apenasingredientes para essa grande história sobre os relacionamentos.

A frase é clichê, mas é verdadeira. Star Trek – O Filme é para toda a família. Os efeitos especiais estão maravilhosos, o roteiro está excelente, há a participação de Leonard Nimoy, o Spock original da série de TV, o que é uma grande homenagem. Há o cuidado com a velha questão entre os nerds de o som não se propagar no universo, e finalmente, tem um ótimo roteiro com inicio, meio e fim. Claro que eu ficaria muito feliz de ver todos esses atores novamente em um “Star Trek 2”, mas não há motivo, a Ode já foi feita e estamos felizes com o resultado.

Assista ao trailer aqui em abaixo, ou se quiser uma melhor resolução, clique aqui, e vá ao cinema =)

\\//_ Vida longa e próspera

Eu quero!

Eu quero uma Enterprise!





Watchmen – O Filme

6 03 2009

Watchmen - o filmeSerei sincero, eu não li a HQ inteira de Watchmen.

Todos sabem (ou já ouviram falar) que se trata de uma obra revolucionária, colocando os heróis mascarados em posições mais humanas, psicológicas, profundas e adultas do que se costumava na época. Uma verdadeira graphic novel, ou romance gráfico.

Na HQ, os heróis são obrigados a colocar de lado a capa e a máscara por um decreto que tornaria todo vigilante não cadastrado um fora-da-lei (Oi Marvel, eu sei o que você copiou, digo… se inspirou para publicar a Guerra Civil). A frase que pontua a série é “Who watches the watchmen?” algo como “Quem vigia os vigilantes?”. Nesse ínterim, um herói que se recusou a aposentar sua identidade secreta, o Comediante, é assassinado. Rorscharch então passa a investigar o assassinato, e uma séria trama emaranhada é desenrolada, incluindo questões psicológicas e flashbacks do passado dos heróis e ex-heróis.  A obra de Alan Moore e Dave Gibbons foi originalmente lançada entre 1986 e1987 é obrigatória para todo bom fã de HQ. Perdi nessa.

Eu estou bastante animado para ver o filme amanhã. Comprarei a edição completa da série de 12 volumes. Mais de Cem pilas, mas pelo visto vale a pena.

Resenha da HQ. Ler a série Watchmen em inglês. A camisinha do Dr Manhattan (pois é…).





Trailer E Expectativas – Dragonball Evolution

15 01 2009

Este é o novo trailer do filme do Dragon Ball, que descobri o nome hoje: Dragonball Evolution.

Veja o trailer aqui. É eu não consegui embedar, ficava um espaço entra o “<embed src” que nem JC conseguia entender de onde vinha! Só consegui embedar esse meia boca do youtube…

Tipo assim… acho que abusaram da chamada “liberdade poética”. Tudo bem que seria difícil ser fiel ao mangá, com todo aquele povo voando, soltando energia espiritual pelas mãos/olhos, sendo o personagem principal um moleque com rabo de macaco que voa em uma nuvem dourada e se transforma em macaco e que, mais tarde,  fica loiro em três versões, além de ter um cara verde no bando. Sem falar do Sheng Long…

Não sou desses que alegam que não vão assistir ao filme porque ele “trai o movimento Dragon Ball” ou aqueles que dizem que o filme é um lixo, sem antes mesmo de vê-lo. Até concordo, em partes, com este último. Só pelo trailer já dá pra notar que não será o Dragon Ball… e com este título então… Meu conselho é: Tire da cabeça que o filme é o Dragon Ball que nos acompanhou na infância/pré-adolescência/adolescência seja no mangá, no SBT ou na Globo.  Não se lembre de Akira Toriyama. Veja o filme como “um filme”, e ponto. Tire suas conclusões de “filme ruim” / “filme bom” depois.

P.s.: Gostei das esferas com as estrelas girando dentro. Sempre imaginei assim =)