Preview: God Eater – PSP

24 07 2009

God Eater - PSP

Caçada a monstros gigantes com espadas gigantes que você pode customizar e deixá-la mais poderosa conforme avança de nível. Não, não estou falando de Monster Hunter, da Capcom. Este é o novo jogo da Namco Bandai, God Eater, que se assemelha ao jogo sucesso do PSP apenas nestes aspectos. Pelo menos é o que a produtora japonesa diz!

E parece que é verdade. Enquanto Monster Hunter se passa no meio da floresta e tem todo um ar tribal, God Eater se passa em um futuro tecnológico em que os humanos querem construir seu próprio paraíso, só que por algum motivo  monstros divinos conhecidos como “Aragamis”, estão atacando os humanos. Para derrotá-los, os God Eaters, protetores da humanidade e detentores da poderosa arma “deus ex machina”, são chamados.

A arma usada pode ser customizada e assumir a forma de uma espada gigante, arma de fogo ou arma predatória, que suga e assimila o poder do monstro enfrentado, podendo usar esta força a seu favor. E como todo bom RPG elas evoluem ganhando novas habilidades.

Como em Monster Hunter, há um grande foco no modo multiplayer, sendo possível jogar simultaneamente com até quatro pessoas. Diferente de seu concorrente, God Eater terá uma trama bem profunda no modo single-player, entrando fundo na história dos Aragamis e das deus ex machina.

O jogo sai no Japão no final deste ano e ainda não foram divulgadas as datas da versão americana. Mas é bem capaz que aconteça, afinal Monster Hunter teve um notável sucesso nas Américas. Se ele realmente vier para os nossos lados, será lá pelo segundo trimestre de 2010. A concorrência é boa!

Veja o trailer do jogo e as fotos logo abaixo:

Ansioso aqui \o/





E3 2009 – Segundo Dia!

3 06 2009

E3

–Todos os links deste post levam aos vídeos dos respectivos jogos–
–Ainda hoje tem apresentação da Square Enix às 15:00 e Konami às 19:00–

Pois foi como eu previ, Nintendo e Sony não conseguiram superar a Microsoft. Sony chegou bem perto, mas chegou tarde. Vamos as novidade da Big N.

Nintendo falou muito do DS e do DSi. Muito mesmo, chegando a dar sono. As novidade para o DS são editores de vídeo e jogos, que podem ser compartilhados com outros usuários. Isso me chamou a atenção. Dos jogos, os que eu fiquei com vontade de jogar foram Golden Sun DS. Para o Wii, foi anunciado Final Fantasy The Crystal Bearers com gráficos muito bons (mas estranho como Final Fantasy não fica legal no Wii) e um novo Super Mario Bros Wii, com capacidade de intereção de até 4 jogadores ao mesmo tempo, sendo na tela Mario, Luigi e Cogumelos (Ah, os cogumelos…). Também foi exibido o Super Mario Galaxy 2, com gráfico muito bonito e Yoshies com poderes.

Wii Remote+Motion Plus.Gadgets e mais gedgets. A Big N demonstrou o Motion Plus, um complemento para o Wii Remote que promete aumentar a realidade do jogo, foi demonstrado no jogo Wii Sports Resort. Também foi apresentado o Sense Me, sabe aqueles aparelhos de diabete que prendem no seu dedo indicar? Então. Engraçado, aquela scan-cam que vimos na apresentação da EA no Wii Fit não deu as caras na apresentação da Nintendo. Nem o Miyamoto. O que me leva a crer que a nossa Big N fará mais uma de suas apresentações secretas. Aguardemos.

A surpresa foi o trailer de Metroid: Other M. Um mixto de 2D com 3D que parece ser muito bom. Mas não dá pra tuirar conclusões antecipadas porque não foi mostrado (quase) nada de gameplay e o jogo só sai em 2010. Ah! E a Samus fala: “I am Samus Aran”. Jurava que era muda, porque nem no Smash Bros ela grita!

Aí acabou.

Sony trouxe vários vídeos de jogos do play2, play3 e psp. Os três serão lançados oficialmente no Brasil no próximo semestre. Tudo isso poderia ter sido apresentado no site, e não na conferência, né Dona Sony?

PSP Go! Foi apresentado e infelizmente é tudo aquilo que vimos antes. Não gostei da tela, não gostei dos botões, o analógico é desconfortável. Tenho certeza que eles lançarão uma segunda versão desse console (que os anjos digam amém). Jogos para ele? Gran Turismo PSP com 800 carros (tá bom pro cê?), Assassins Creed PSP e Metal Gear Solid: Peace Walker, apresentado por Hideo Kojima, que faz parte da cronologia da série e você controlará Snake. Na verdade todos esses jogos estarão disponíveis para o PSP também. Ah! E nada do Kojima falar das malditas máscaras.

Play3 rodando MAG, um shooter com capacidade de 256 jogadopres on line ao mesmo tempo tudo na hora li mesmo! Mas além disso não vi nada de interessante, o gameplay inclusive foi bem brochante. Já Uncharted 2: Among Thieves foi bem emocionante, unindo bons gráficos e um gameplay bem dinâmico. O personagem principal atira em inimigos, foge de um helicóptero e pula de prédios. Bem legalz!

Assassins Creed 2 dividirá opiniões. Alguns dizem que está a mesma coisa que o primeiro. Eu vejo estilos de luta diferentes como atacer e derrotar dois inimigos ao mesmo tempo =D Além do que ele tem a máquina de vôo  e pode nadar! Ah, sim. God of War 3. Sangue. Muito sangue e inimigos que mudam de tática conforme a luta se desenrola. Muito bom!

Ah! Assim, a Sony passou um trailer de Final Fantasy XIII e logo em seguida também anunciou um Final Fantasy XIV OnLine. Coisa pouca. Menira! É On Line e  parece ser o retorno a Final Fantasy roots, com estratégias, guilds e tudo mais! 2010 é nóiz!

A Sony ainda demonstrou um projeto de Project Natal da Microsoft, só que ainda é um protótipo. O controle parece uma varinha mágica. As possibilidades são infinitas. O que achei bem interessante foi o uso de duas “varinhas”, como escudo e espada, depois se tornavam arco e flecha. Em 3D, tá? Ele enfrentava umas caveiras bem God of War-like. Alguém duvida qual será o primeiro título a usar a bagaça?

E acabou-se o segundo dia de E3! Microsoft ganhando lindo.





PSP GO! A (POSSÍVEL) Terceira Geração PSP

31 05 2009

PSP Go (para as montanhas)!

Sim. No programa da PSN, o Qore, revelou que esta é a carinha do novo console da Sony, o PSP Go! Este novo console não vem para substituir o PSP que conhecemos (a última versão é o PSP 3000), mas sim para alavancar a renda da Sony. Ele é mais fino, mais leve, não tem entrada para UMD (UHUL!), 16 Gigas de memória interna, entrada para cartão de memória, Bluetooth, além de ter integração com os celulares Sony Ericson e acesso à PSN, para compras de jogos e filmes.

O bichinho estará disponível na E3 bem como os novos jogos Metal Gear Solid, Little Big Planet, Gran Turismo PSP e Jack & Dexter PSP. Confira o vídeo da PSN:

Sabe de uma coisa. Eu não quero acreditar nessas imagens. Isso mesmo. Acho que as especificações do aparelho são plausíveis, porém esse design está meio estranho, não acham? Achei desconfortável ele ser tão grande quando aberto, o  botão analógico ali no meio, a tela está meio estranha… É isso mesmo, ele está feio e eu quero um teclado QWERTY!

Melhor esperar a E3 né?

(imagens roubadas Eurogamer)





Review: Dynasty Warriors Strikeforce – PSP

5 05 2009

Eu não gosto de jogos do tipo hack & slash, em bom português, “matar e pilhar”. Acho sem graça, vazio. É o caso do novo X-Men Origins: Wolverine. Não há objetivo, o jogo é mal feito, e história não há. Dizem que olhando por esse lado, é até fiel ao filme. Corrão!

Gráficos bem tratados

Gráficos bem tratados

Lançado em Abril deste ano, Dynasty Warriors Strikeforce entraria na categoria hack and slash se não fosse por um detalhe: o que está envolvido em sua história. A KOEI, desenvolvedora do jogo, foi muito feliz em respeitar o intelecto do jogador. Tudo bem que a história é bem fraca: Resistência contra um imperador que quer tomar a China, lutadores pela liberdade o derrotam e criam uma China liberta (só no jogo mesmo). Mas tudo o que envolve isso, a maquiagem do jogo, é que te pega de jeito.

Você começa humilde com sua vila tendo o básico. Um mercado, um workshop, academia, ferraria, casa de câmbio, e depósito. Conforme vai completando as quests, que podem ser feitas mais de uma vez, você ganha auxílio de cidades vizinhas, o que permite melhorar de padrão. Isso mesmo, cada uma dessas áreas de sua vila ganham um upgrade, possuem níveis de evolução, o que significa que armas, orbes e itens em geral, ganham melhorias e até são desbloqueados novos produtos. E existem diversas armas! Como o personagem pode usar duas (arma e sub-arma), o jogo permite várias combinações!

O gráfico do jogo não é dos melhores, mas lembra muito (eu disse ‘lembra’) o

Você pode voar! Ok, mentira. Mas pode dar pulo duplo e dash no ar...

Você pode voar! Ok, mentira. Mas pode dar pulo duplo e dash no ar...

de Final Fantasy: Crisis Core. O que é um grande elogio, afinal estamos falando de um jogo sem grandes pretensões nesse campo. Eles se preocuparam tanto com os gráficos como em fazer um final diferente para cada um dos três reinados que você pode escolher para jogar!

O jogo possui um modo multiplayer co-op de até 4 jogadores. Eu ainda não experimentei, e estou louco para encontrar minha galera e testar o danado! Ainda sobre o modo multiplayer, há a promessa de poder baixar conteúdo como missões, castelos e novos desafios para o modo single pela Playstation Store.

Para nós que estávamos órfãos de um bom jogo no PSP para viciar, não precisamos mais chorar! Veja o vídeo abaixo e se anime para jogar!





Review>> Star Ocean: The First Departure (PSP)

29 10 2008

Se você estava no Japão em 1996 e tinha um Super Famicon, então você conhece Star Ocean: The First Departure. Agora se você é como eu e nunca havia ouvido falar nessa série a não ser quando começaram a cogitá-lo no PSP, essa é sua oportunidade de conhecer um bom RPG.

Lançado em 21/10, Star Ocean: The First Departure é um “remake melhorado” deste jogo. Trata-se de uma fantasia-mágica-medieval-intergalática.

The First Departure (PSP)

Star Ocean: The First Departure (PSP)

Eu explico. Roddick, Millie e Dorne são jovens protetores da pequena vila de Kratus, no mundo de Roak. Este mundo é atingido por uma praga que transforma as pessoas em pedra e o pai de Millie é atingido por ela. Não só o velho, mas o amigo deles, Dorne, também. Acredita-se que a cura esteja em uma erva, no alto de uma montanha. E lá vão eles! Ao chegar no local, os três são interceptados por duas pessoas do futuro, que desejam ajudar aquele planeta condenado a destruição. Contam que a tal erva não irá salvar os habitantes do planeta, e que eles desejam fazer uma vacina. Para tanto, levam Dorne, que está infectado, e seus amigos para a sua nave. Infelizmente não há sucesso na tentativa, mas eles viajam no tempo, mais precisamente 300 anos, para a época das “Demonic Wars” no planeta Roak, encontrar uma entidade que possui o tipo de sangue necessário para sintetizar o antídoto.

Sim, tem de tudo no jogo!

Re-produzido pela Square-Enix, este jogo traz uma boa jogabilidade, mesmo eu tendo sofrido um pouco para poder entender. Não por ser complexo, mais simples impossível! As batalhas são em tempo real e você ataca com o X. Habilidades especiais são configuradas no menu, sendo colocadas nos botões R e L. Automaticamente você controla o líder, mas a qualquer momento no jogo você pode apertar O e trocar por um dos personagens na batalha e o “quadrado” muda o alvo. Só fiquei meio perdido porque esperava um RPG com o velho sistema de turnos.

A Inteligência Artificial é muito boa. Você pode configurar o comportamento do personagem, como “atacar com tudo o que tem” para os guerreiros, ou “preservar as magias” para feiticeiros/magos.

Onde estão as batalhas por turno =/

Onde estão as batalhas por turno =/

O que também chama a atenção no jogo, e eu gosto muito disso em um RPG, é o sistema de perícias. Quando um personagem evolui, ele ganha uma quantidade “x” de pontos, que podem ser gastos para adquirir pontos em tal perícia, como lutador, que aumenta sua força, ou como minerador, para encontrar fissuras e poder escavá-las à procura de itens, ou como cozinheiro, preparando pratos que recuperam mais HP. Há uma centena de outras. Tem até desenhista! Essas perícias não estão apenas para fazer graça, elas ajudam no decorrer do jogo.

Há também as Private Actions, que são mais ou menos um extra com os personagens interagindo entre si. Muito bom! É legal vê-los para poder, além de entender melhor a história, entender os personagens e suas motivações. Além de algumas dicas no jogo.

Resumindo, é um RPG típico. Tem até romance! Só um aviso para aqueles que não tem muita paciência com longas histórias. Há partes no jogo em que o diálogo dura muito tempo, e para mim que não estava muito acostumado com isso, me incomodei um pouco.

Resumindo, é um jogo válido para os amantes do estilo e para aqueles que procuram um bom jogo, eis a oportunidade.

Vale pela experiência!





Kingdom Hearts e Parasite Eve S2

14 10 2008

E as novidades da TGS não param. Alguém abençoado gravou escondido os vídeos de Kingdom Hearts 358/2 Days (DS – Fevereiro/2009); Kingdom Hearts: Birth by Sleep (PSP – 2009); The 3rd Birthday (PSP – Sem data, e eu vejo um padrão!). Este último é um Spin off de Parasite Eve. O nome se refere a terceira aparição de Aya Brea. Regozijem detentores de PSP \o/

Tudo isso na megaboga apresentação da Square-Enix. Acho que vai demorar um pouco até sair o vídeo em uma qualidade maior.

O vídeo está no site YouKu.

Eu ia fazer uma piada com o nome do site, mas ele já é uma piada pronta…

UPDATE: Como já era esperado, o vídeo sumiu!

Mas não fiquem desamparados! Achei um vídeo de “hands on” de Kingdom Hearts: Birth by Sleep =D

Aqui está ele:

UPDATE 2: Achei o vídeo dos Kingdom Hearts para os portáteis!!!

Corrão! Antes que deletem!





A Primeira Vez Não Se Esquece

3 10 2008

Eis que o site Now Loading, um ótimo portal de games, colocou meu humilde review de Star Wars: The Force Unleashed (PSP) no ar!

Espero que seja o primeiro de muitos =D

Vejam aqui.