Lost Sexta Temporada – Teaser

17 05 2009

O Untangled deste último episódio só sairá no dia 03/06. Enquanto isso, fique com o teaser da próxima e última temporada.

Alguém tem dúvidas de que será uma ótima temporada? Demora muito para Janeiro chegar?





RESUMÃO Lost Season Finale 5×16-17 – The Incident

17 05 2009

Tudo o que sobe precisa convergir - Flannery O'Connor

O melhor final de todas as temporadas! Sérião, gostei muito desse último Taweretepisódio e dos vários ganchos para a próxima e última temporada. A estátua parece realmente pertencer pertence a Taweret, a deusa da fertilidade, protetora das grávidas e das embarcações. Tudo a ver com a história que estamos acompanhando. Alguns dizem ser Sobek, a deusa do Rio Nilo, que saiu do caos e teve parte na criação do mundo. Na verdade essa estátua parece ser um misto de deuses. O corpo dela lembra bastante Anubis, o “deus-guia” dos mortos. Eu gosto de pensar que seja Taweret, se pensarmos bem a ilha é a grande mãe, curando, alimentando e endireitando seus “filhos”. Outra questão sobre a estátua é quando e como ela foi destruída, restando só o pé? Fica a dúvida até a próxima e última temporada, né?

Logo no início do episódio vemos Jacob (Sim! Ele tem um corpo!) tecendo um “tapete” com o olho de hórus, um amuleto egípcio para proteção, e uma frase em grego que o pessoal do Audiblylost.com apontou como sendo parte da Odisséia, de Homero. A frase em Grego antigo é: ΘΕΟΙ ΤΟΣΑ ΔΟΙΕΝ ΟΣΑ ΦΡΕΣΙ ΣΗΣΙ ΜΕΝΟΙΝΑΣ, traduzindo: QUE OS DEUSES LHE DÊEM TUDO O QUE SEU CORAÇÃO DESEJAR. Um conselho para os líderes da Ilha?

Jacob trabalhando

E melhor, também conhecemos seu inimigo. Tudo bem que ele não foi nomeado, mas eu tenho quase certeza de que seu nome é Esaú. Lembram da história Bíblica no livro de Gênesis, de Esaú e Jacó? Filhos gêmeos de Isaque e Rebeca? Esaú vendeu seu direito de primogenitura por um prato de comida (e na cena inicial entre os dois na série, Jacob oferece ao Inimigo um pouco de sua comida, um peixe vermelho. O relato bíblico fala que Esaú vendeu sua primogenitura por um prato de comida vermelha) e mais tarde sua mãe, Rebeca, ajuda Jacó a enganar seu pai, Isaque, e receber as bençãos do primogênito no lugar de Esaú. Esse fato causou uma enorme inimizade entre os dois, porém mais pra frente vemos sua reconciliação. Será assim no final da série também? Fica pra próxima temporada. O interessante também é notar a roupa dos dois, Jacob de branco e Inimigo de preto, distinguindo bem e mal, talvez? Não gosto de classificar a série desse jeito, principalmente porque já vimos que ninguém nessa série é puramente bom ou mal. Vou transcrever a conversa deles:

Jacob e Inimigo

Jacob: – Achei que estaria aqui pelo navio
Inimigo: – Estou. Como encontraram a ilha?
J: – Precisa perguntar quando eles chegarem.
I: – Não preciso perguntar. Você os trouxe aqui. Continua tentando provar que estou errado, não é?
J: – Você está errado.
I: – Estou? Eles chegam, lutam, destroem, corrompem. Sempre termina da mesma forma.
J: – Uma hora precisa acabar. Tudo o que acontecer antes disso é apenas progresso.
I: – Tem noção do quanto eu quero te matar?
J: – Sim.
I: – Um dia desses, cedo ou tarde… Acharei uma passagem de volta, meu amigo.
J: – Quando conseguir, estarei aqui

Eu acredito que o Inimigo é na verdade o monstro de fumaça. E por isso, temos duas formas de entender esse diálogo. Quando o Inimigo fala “Não preciso perguntar. Você os trouxe aqui” Pode significar que 1) Ele está sendo lógico e por já ter visto isso acontecer por diversas vezes, ele sabe que é Jacob quem trás as pessoas até a ilha, ou 2) Por ser o sistema de segurança da ilha, ele assumiu a forma do Inimigo e pode ler os pensamentos e as motivações deste, por isso, não pode matá-lo, deve manipular alguém para que o faça, nesse caso Locke, pois está preso de alguma forma àquela cabana (Jacob o colocou lá? Por quê?), sendo as cinzas na verdade um modo de prendê-lo/contê-lo.

A "loophole"

Temos certeza de que as cinzas na verdade são para conter o que está dentro e não para proteger do que está do lado de fora quando Ilana vai até a cabana de Jacob e encontra essa marca, o loophole, ou seja a “passagem”, que o Inimigo mencionou. Também podemos ver essa frase como sendo um evento totalmente novo a favor do Inimigo para que ele possa matar a Jacob e terminar de uma vez com esse círculo.

Ainda sobre o diálogo, quando o Inimigo fala “Continua tentando provar que estou errado, não é? (…) Eles chegam, lutam, destroem, corrompem. Sempre termina desta forma”  e Jacob responde “Uma hora precisa acabar. Tudo o que acontecer antes disso é apenas progresso”. Podemos ver que Jacob quer provar para o Inimigo que os humanos podem ser diferentes, não apenas e/ou absolutamente corruptivos. Daí é que entra a questão do Destino x Livre-Arbítrio. Será que a manipulação, tanto por parte de Jacob como do Inimigo, pode ser denominada Destino? E quem joga a favor do Livre Arbítrio também estaria sendo manipulado? O mote da próxima temporada é Destiny Found, ou Destino Encontrado. Podemos ver de fora a luta contra um grande destino, a quebra desse círculo que se fechou. Black Rock, a Dharma, o acidente inicial, o avião… Jacob luta para que tudo isso acabe.

New Kids On The Block? *Morri!*

O último episódio ainda deixou claro que Jacob participou de momentos chave da vida e cada um de nossos Losties. No caso de Kate foi em seu primeiro (?) roubo. Uma lancheira do New Kids On The Block (iradinha a Kate, não?). A atriz mirim é a cara da Kate, sem expressão definida =D

Eu tenho que escrever uma carta de ódio e vingança, pode me emprestar sua caneta?

A visita a James Ford foi feita no dia do enterro dos pais do pequeno.James estava escrevendo a tão famosa carta de vingança que conhecemos. E só na ilha é que ele pôde cumprir a sua promessa, matando o pai de Locke, assassino dos pais dele. Pensei que ele viraria o Batman, mas não rolou.

Jacob tirou Nadia do caminho?

Muitos podem pensar que Jacob tirou Nadia, a esposa de Sayid, do caminho, para que ele pudesse voltar à ilha. Eu vejo diferente. Nadia podia não ter nada de especial para ir até a ilha, Jacob já sabia que o acidente aconteceria, e que Sayid poderia morrer nele, então decidiu salvar a vida de Sayid. Viajei?

Tudo que sobe desce

Na visita a John Locke o que dá a entender é que ele estava morto. Lembrem-se que a queda foi do oitavo andar do prédio! Seria então o toque de Jacob capaz de curar/devolver a vida?

A benção

“O amor de vocês é algo muito especial. Nunca deixem de dar valor a isso.” Com essas palavras, Jacob abençoa o casamento de Sun e Jin. e se olharmos para trás, vemos que foi na ilha que o amor dos dois foi confirmado e concretizado, dando até mesmo a Jin a capacidade de produzir um filho em Sun.

Tem certeza de que sou eu quem não acredita em você, Jack? - C. Shephard

No caso de Jack, Jacob o aconselhou dizendo que algumas vezes as coisas só precisam de um pequeno empurrão. Seria esse o conselho para que, mesmo com a maioria de seus amigos contra a explosão da bomba de hidrogênio, ele foi o único que realmente desejou e acreditou que isso poderia mudar tudo, empurrando todos para aquele evento?

Dude!

Ao encontrar Hugo, Jacob além de deixar claro que não está morto, afirma que Hugo não é maluco e muito menos amaldiçoado por ver as pessoas que ele perdeu na morte. O interessante é que Jacob deixa claro que Hugo tem escolha, ele não precisa ir até a ilha se não quiser. Ainda vemos que a mala de violão não pertence a Hurley, nem a Jacob, ele já estava no táxi. Dane-se de quem é, o que tem dentro dessa porquera?!

Notaram que em todas as visitas ele encontrou uma maneira de tocar em seus “escolhidos”? Seria essa uma maneira de marcar a pessoa? Simples, mas pode ser mais um gancho para a próxima temporada =]

Adão e Eva. Mentira, Bernard e Rose

Rose, Bernard e Vincent finalmente aparecem! E é para dar uma lição de vida! Tudo o que Rose desejava era a cura de seu câncer e Bernard só queria Vincent <3envelhecer com sua esposa, ter uma vida tranqüila. Tudo isso a Ilha desde o inicio lhes proporcionou. E o que eles fizeram? Aceitaram o Destino e viveram da melhor maneira possível, se escondendo de Sawyer e dos que ele mandava procurá-los. Rose ainda fala para Kate que eles é que procuram problemas. Por que não viver de modo pacífico, em harmonia com a Ilha? Eles tinham tudo para começar do zero e viver em paz, o único problema eram Os Outros, mesmo assim poderiam ter convivido em harmonia com eles. Mas sabemos que se fosse assim não haveria a série XD

Saber que Benjamin Linus nunca viu Jacob e que Richard não envelhece por causa de Jacob foi ótimo. Como ele faz isso? Mínima idéia. Só sei que o Richard com certeza estava na tripulação do Black Rock, e acredito que alguns dos Outros também estavam.

Candidato? Oi?

Quando chegam à ilha pricipal, Bram pergunta a Ilana o motivo de tê-lo tazido junto a eles. Ilana diz que ele pode ser útil e Bram pergunta se ela acha que ele pode ser um candidadto. Candidato a quê? Não entendi nada! O pior é que a resposta só teremos no próximo ano! Pelo menos ele viu o que tinha na caixa.

"How to" - by Daniel Faraday

O sketchbook do Daniel Faraday é maravilhoso. Tinha desde equações malucas até um manual ilustrado de como retirar o plutônio central da bomba de hidrogênio =D

E foi assim que perdi meu braço

Como esse Pierre Chang é bunda mole, hein? O Radzinsky grita e ele abaixa a cabeça, mesmo sabendo que o que estão fazendo causará um enorme dano para todos. E achei ótimo a ilha dando cabo do Phil. Será que na próxima temporada vamos ver o fim do Radzinsky com aquele tiro na cabeça? Minha sede por vingança é grande…

Juliet, uma garota que ama

Juliet é uma personagem que divide opiniões. Ou você gosta ou não. Eu faço parte da turma que gosta. Quando jovem ela teve que lidar com a separação dos pais, a qual não quis compreender. Foi essa experiência que fez com que ela se separa-se de Sawyer. Tudo para não sofrer. Se nada disso tivesse acontecido, os Losties chegarem à Ilha, ela não conheceria e se apaixonaria por Sawyer e não teria de perdê-lo. Até aí ótimo, mas ela colocar a Kate no meio foi meio deprimente, pra não dizer ridículo. Ela sabe do grande amor que sente por Sawyer e do amor que ele tem por ela.

Outra mudança brusca de atitude foi a de Kate. Ela não concordava com a explosão da bomba, e do nada, começa a apoiar o Jack! Amor ou ela percebeu que já não havia mais como mudar a situação?

Babaca = Jack Shephard

Sobre a bomba o ponto negativo que fica é a motivação que Jack apresenta para Sawyer. Ele está de volta à ilha pela Kate. Ou seja, todo aquele papo no SOC! PUM! CRASH!episódio passado sobre a possibilidade de poder apagar todos esses problemas por ter caído na ilha, ele falava de sua relação problemática com a Kate (além do sofrimento de perder outras pessoas na morte). Não gostei dessa motivação não, porque foi como o Sawyer disse pra ele, “Vai lá e fala pra ela!” Todos vêem que Kate e Jack são um casal, menos eles. Muito fraco. A única coisa boa dessa conversa foi eles terem se pegado! E Sawyer ia acabar com a vida de Jack se a Juliet não tivesse chego.

E lá se vai a bomba

O que foi essa espera maldita entre Jack jogar a bomba e eles perceberem que nada aconteceu? Angústia pura! Infelizmente ela não detona, o que provoca o acidente. É interessante ver que a voz da razão, neste caso Miles, que perguntou se na verdade tudo o que Jack está fazendo, a explosão da bomba, será que este não é o incidente que deu início a tudo? Acho que não, e mais para baixo eu falo o porque.

Lindo!

A cena de Juliet sendo puxada para baixo, no bolsão de energia magnética, foi quase tão emocionante quanto a ligação de Desmond para Penny. Chorei litros com a confirmação do amor dos dois e com a atuação de Josh Holloway e Elizabeth Mitchell.

TOMA!

Outra atuação muito boa foi a de Michael Emerson vivendo Benjamin Linus ao se encontrar com Jacob. Emocionante ver que ele estava dolorido, com ciúme, raiva, fragilizado. M. Emerson conseguiu transmitir todas essas emoções quando pergunta a Jacob o porque de ele ter escolhido a Locke e não a ele, mesmo ele tendo servido cegamente a ilha durante todos os anos em que ali esteve, seguindo todas as “listas” que ele mandava. Eu entendo que Ben confiava, mas não tinha a fé necessária. No fundo, Benjamin sempre foi e sempre será um manipulador, um mentiroso, um corrompido corrompedor. Interessante notar que novamente Jacob fala das escolhas. Benjamin pode fazer aquilo que “Locke”, e estou falando do Locke tomado pelo monstro de fumaça, o está pedindo, ou seja, matar Jacob, ou apenas ir embora e deixar que eles resolvam suas diferenças.

Quando Benjamin cita as listas, tenho certeza que é a respeito das possíveis pessoas que podem quebrar o círculo, e que agora achou as pessoas certas para o fazerem.

Queima ele!

Antes de Locke empurar Jacob para a fogueira, Jacob o avisa de que “eles estão chegando”. “Eles” seria a respeito do pessoal da Ajira, ou aos Losties que estão no passado? Eu quero acreditar que essa frase se refira ao conjunto dos Sim. O cadáver de John Locke.acontecimentos. Lembra do que Miles disse que o fato de Jack explodir a bomba de hidrogênio ser o Incidente a ser evitado? Eu entendo que não por causa dos novos fatos que estão correndo, ou seja, o Inimigo liberto e dando cabo da vida de Jacob. Além do que Jacob encontrou Ilana fora da ilha e lhe pediu ajuda, a qual não foi especificada. Ilana e sua turma trouxeram o cadáver de Locke até Richard.  Será este o único trabalho de Ilana na Ilha? Ou a ajuda que Jacob pediu tem mais envolvido?

Ilana encontra Richard procurando por alguém de nome Ricardus, e ele diz que “atualmente é Richard”. Meu Deus, quantos séculos esse homem tem? É Richard quem responde corretamente “o que há sob a sombra da estátua”! “Ille qui nos omnes servabit”! É latim, e quer dizer “Ele irá proteger a todos nós”. Agradeçam ao pessoal do Dude! We Are Lost, por que eu não tinha entendido nada do que ele havia falado, hehehe!

Quem te passou a gilete, Ilana?

Só para registrar, Ilana toda acabada em algum lugar do planeta (eles estão falando em russo?) e Jacob se desculpando por não ter “chego a tempo” e pedindo a ajuda dela. Parte dessa ajuda já sabemos que era para desmascarar o “Locke” que na verdade é o monstro de fumaça que assumiu a forma dele (e eu já escrevo isso como se fosse verdade absoluta, hehehe). E que médicos maravilhosos, hein? Não percebi nem uma cicatriz no rosto dela!

Vai bomba, explode logo!

O episódio termina com Juliet acordando no fundo do poço e disposta a acabar com todo aquele sofrimento, ativando a bomba de hidrogênio na marra, com uma pedra. O clarão que vimos se refere a bomba ter sido ativada? Ou foi apenas o  fade do episódio? Juliet continua viva (eu quero muito acreditar que sim)?

Mais questões que ficaram para a próxima temporada: Cadê Walt que não apareceu mais na temporada? O que tem naquela da mala de violão? Cadê a Claire? E o Desmond? Eloise disse que a Ilha ainda não tinha acabado seus assuntos com ele, mas e aí que assuntos são esses? E essa influência greco-egípsia na ilha, de onde vem? Tudo isso na próxima e última temporada, que tem tudo para ser ótima.

Até a sexta temporada!

Vou fazer um post com o link de todos os resumos, pra ficar mais fácil a localização. Críticas e sugestões, por favor no comentários =]





RESUMÃO Lost 5×01 ao 5×04

9 02 2009

Sim, amo Lost e estou morrendo de medo do final da série. Por que? Porquê a série está muito boa! Assisto desde o primeiro episódio, e confesso, há episódios que prefiro esquecer, que foram só encheção de lingüiça. Mas a partir da metade da terceira temporada tudo começou a correr, mistérios revelados, e novos mistérios apareceram.

Mas nada se compara aos episódios da quarta e o início desta quinta temporada. Se você não tem medo de spoilers, continue a ler…

Devido a greve dos roteiristas pensei que a série seria prejudicada. Ledo engano. A série de Carlton Cuse, Damon Lindelof e Jeffrey Jacob Abrams (a.k.a. J. J. Abrams) este último um dos criadores da série (e agora vendo o nome dele fico pensando se ele mesmo não será o Jacob no final… se é que ele aparecerá. Seria legal =)), deu uma guinada para o final. Parece que foi chacoalhada e agora cada episódio levanta novos mistérios, podendo ser respondidos no mesmo episódio, ou dali a três, e diversas pequenas peças para o quebra-cabeça que se revelará ao final da série.

Pierre Chang. Anteriormente conhecido como Marvin Candle.

A quinta temporada já começou chutando bundas. Because You Left começa com um flashback da ilha, com Pierre Chang, antes conhecido como Michael Candle, acordando, dando mamadeira para um bebê, que tenho certeza que é o Miles, e saindo para a gravação de mais um vídeo de orientação que Locke tanto ama. A gravação é interrompida por um operário o chamando para verificar a escavação, que foi encontrado um objeto estranho. Nada mais é do que a roda de burro, que é usada para mover a ilha =D Mas o melhor fica para os segundos a frente, quando vemos Daniel Faraday trabalhando na mesma escavação! Teria ele sido um viajante temporal ali disfarçado, ou ele realmente teria trabalhado para a Dharma no início de suas operações na ilha? Ainda não decidi qual opção escolher, mas acho a primeira mais plausível, afinal a ilha está a deriva no tempo e espaço porque Jack,  Kate,  Sayid,  Hurlley,  Aaron e Sun, os Oceanic 6, saíram dela, desencadeando uma sucessão de eventos.

A bússolaDesse primeiro episódio o que mais explodiu a minha cabeça foi essa cena, e o encontro de Locke, com Ethan, que lhe dá um tiro na perna e em seguida o clarão acontece e o tempo/espaço muda, levando Locke a um encontro com Richard Alpert, que praticamente faz um resumo do que veremos nesta temporada: A ilha está em looping; Locke deve trazer os que saíram de volta à ilha. E a entrega da bússola, que é usada no futuro por Richard Alpert quando Locke ainda criança deveria ter escolhido.

Minha cabeça explodiu mais uma vez quando Charles Wildmore procurou a Sun no aeroporto, propondo parceria para acabar com Benjamin Linus. Ah! Teve também o Brotha! Faraday vai até a escotilha, onde Desmond no passado digitava os números malditos (4, 8, 15, 16, 23, 42), e pede para ele encontrar a sua mãe, e três anos depois, na linha do tempo corrente, Des acorda no barco com Penny se lembrando do que houve em seu passado. Muito bom!

Anna Lucia

Um primeiro episódio de tirar o fôlego. No segundo episódio, The Lie, (que foi apresentado logo em seguida para arruinar nossas cabeças, e no nosso caso, o sono ¬¬…)  temos Hurlley conversando com Anna Lucia, pedindo para ele não ser preso. Hurlley e os mortos conversam de verdade, igual ao Miles, ou é pura alucinação? Não sei, só sei que dessa vez a policial estava certa e o Dude ignorou. Eu nunca senti tanta raiva do Hurlley como senti nsse episódio. E ainda estou.

O Davi Garcia, do Dude We Are Lost chamou a atenção para o objeto/aparelho que Faraday tirou da mochila, que se parece muito com um sextante, um aparelho usado para navegação, medição e posicionamento. Pra que? Sei lá eu. Será que eles encontrarão o Black Rock e Faraday ajudará os tripulantes a encontrar uma rota segura para sair da ilha? Seria muito legal!

Senhora Hawking (quem seu esse nome pra ela? hehe)Neste segundo episódio, o que mais gostei foi ver a Sra Hawking em um laboratório escuro, fazendo vários cálculos no quadro negro com a ajuda de um computador antigo. Com certeza procurando a ilha e a localizando, afinal, nada faria mais sentido para ela dizer para o Ben reunir os outros em até 70 horas. Todo esse diálogo seria ok se tivesse sido feito no laboratório, mas não foi na igreja! E o comentário do Carlos Alexandre, do Lost In Lost, me fez ficar pensativo por uma semana inteira. Afinal, unir Ciência e Fé seria o objetivo perfeito para o final da série!

Melhor momento da série? Hurlley tacando um pão no Ben. Hilário!

Mabuhay, Charlie =]

Daí o terceiro episódio, Jughead, que começa emocionante. Desmond sai correndo feito um maluco atrás de um tal de Efren Salonga, que na verdade é um parteiro que trás ao mundo o filho de Desmond e Penny, Charlie =) Emocionante.

Seguindo as orientações de Daniel, Desmond vai até Oxford à procura da mãe do físico, e lógicamente não é encontrado por meios oficiais. Des então invade o escritório onde, no passado, encontrou Daniel para conseguir encontrar a sua constante, Penny (o episódio mais lindo de todos, 4×05 – The Constant). Lá tudo está coberto com lençõis, abandonado. Des encontra um porta retrato de Faraday e uma jovem mulher, que sabems ser Theresa Spencer. Um funcionário entra e o avisa de que outros já haviam estado ali atrás do professor por causa de seus experimentos bizarros. Até que comenta sobre um experimento mal sucedido que Faraday fez com uma pobre garota (a tal Theresa), que veremos mais para frente que Charles Wildmore está financiando não só o tratamento da pobre, como financiou os experimentos de Faraday no passado! AAAH!

Theresa Spencer Antes e Depois

Enquanto isso, na ilha, Richard Alpert está com Faraday, Charlotte e Miles presos, pois acredita que eles são soldados hostis que invadiram a ilha. Alpert então comenta sobre a bomba de hidrogênio, Jughead. Faraday diz que pode ajudar e se declara para Charlotte na frente de todos para poder ganhar tempo e tirar todos dali em troca de tentar desarmar a bomba. Daí entra a nova personagem, Ellie, que alguns dizem ser a Sra Hawking, mas eu acho que a Sra Hawking é a mãe de Faraday, e acho meio esquisito acrediar que a mãe se encontrou com o filho no passado na ilha… sei lá, acho que ela ser a Sra Hawking não tem nada a ver. O que tem mesmo a ver é Locke encontrar Charles Wildmore na ilha, no acampamento junto com Richard Alpert! Isso é o que eu não esperava MESMO! AAAH(2)!

Charles WildmoreLembram do que Ben falou sobre quem move a ilha não poder mais voltar a ela? Então. Se somente tem acesso a roda de burro aqueles que são os líderes da ilha, pois Jacob é quem dá tais coordenadas (ou Richard Alpert, que creio ser o avatar do Jacob, ou o próprio monstro de fumaça, como dizem), significa isso que Wildmore já foi um líder, que por sei lá eu que motivo, moveu a ilha e agora está louco para voltar e usufruir do benefícios da ilha? Que benefícios seriam esses? Esperamos cenas dos próximos capítulos.

-Diga, Desmond. (hehehe)Corta para a linha do tempo corrente com Des mentindo para Penny que esquecerá tudo o que aconteceu. Ela saca a mentira do Brotha e consente em seguí-lo para onde ele for. Cara se a Penny pisar na ilha eu saiu pelado na Avenida Paulista. Ok, mentira. Mas que eu tenho um troço é bem capaz. Tipo, Des encontrou o Wildmore e ele falou para não colocar a filha dele em risco, para se esconder o máximo possível, com certeza por causa da conversa que ele e Ben tiveram no episódio 4×09 – The  Shape Of Things To Come. Ou seja, se Penny pisar na ilha, Ben mata a candanga, e o Des fica sem constante, e daí ferrou tudo! A não ser que a constante dele se torne o pequeno Charlie. Pode trocar de constante? Ai, não entendi muito bem esse conceito de constantes… Assim que entender melhor eu formulo melhor essa minha teoria.

They try to make me go to rehab... quer dizer... Charlotte Nose Bleed.Volta pro passado/presente, com Locke convesando com o Richard ‘mister cajal’ Alpert e lhe entrega a bússola, só que eles estão uns 50 anos no passado, e o ‘Sr. Eu-não-envelheço’ não faz a mínima idéia do que está acontecendo. Locke se apresenta como líder deles. Alpert informa que seus líderes são escolhidos desde muito jovens. Locke então pergunta o ano em que estão. 1954 é a resposta. Locke extende o convite a Richard de visitá-lo dali alguns anos para tomar um chá, mais precisamente após 30 de Maio de 1956, dia mês e ano do nascimento de Locke! E o clarão acontece. Ele e os outros se reunem e Charlotte sofre os efeitos colaterais da viagem no tempo. A ruiva cai dura.

Aaron e KateThe Little PrinceThe Little Prince é mais focado nos eventos fora da ilha. Ben reunindo os 6 para voltar. Sun recebe uma arma dentro da caixinha de chocolate, junto com fotos do Jack e Ben. Kate está atrás de quem a está processando para ficar com a guarda de Aaron. Ela está na cola do advogado que a procurou para retirar amostras de sangue de Kate e Aaron, quando Jack liga todo preocupado com a segurança da sardenta, Sayid acaba de ser atacado dentro do hospital (e aqui tenho certeza que esse cara estava sob ordens de Benjamim Linus). Jack não conta para a Kate o que aconteceu e insiste para que ela dê a localização de onde está. Ele vai atrás e os dois seguem o advogado, que chega até a casa da mãe de Claire. Eu jurei que era ela quem estava querendo a guarda do garoto. Decepcionei bonito nessa. Já tinha até inventado na minha mente maluca que ela tinha um caso com Charles Wildmore. Engano de jovem-gafanhoto! O advogado é do Ben, e no final do episódio esse feladaputa se mostra o mestre do engodo e dos mind games =D

Well, na ilha, Juliet se preocupa se esses ‘passamentos’ (oi vó!), os sangramentos, falha de memória, etc, acontecerão com eles também. O físico não tem idéia. A ruiva acorda toda desnorteada, perguntando pra que lado é o mar. Zuera, só perguntou quem era o Daniel. Mais um flash e eles voltam para o dia em que a escotilha acendeu as luzes para Boonie (saudades =)) e Locke, mesmo dia em que Claire deu a luz a Aaron, e este fato é visto ao longe por Sawyer, que fica mexidão. Pensa no tanto que esse personagem evoluiu? De egoísta-mor a líder preocupado, que mostra sentimentos e tudo O_o! Super coerente, continuem assim roteiristas o/

B612. O planeta do Pequeno PrincipeE agora o plano é voltar para o ponto zero, a estação Orquídea. O que encontrarão lá? Dessa eu não tenho idéia, mas se o Alpert colar lá com mais informações para eles quando chegarem, será bem interessante. Bom, Locke e os outros vão até o acampamento atrás do barco para chegar até a estação Orquídea. Ao chegarem ao acampamento, está tudo zoneado. Eles também encontram uma garrafa d´água de nome Ajira, a primeira menção a companhia aérea que, eu acho, levará os 6 de volta a ilha.  Ó o site oficial da Ajira Airways. BTW, há um bote  lá no acampamento! Eles saem com ele, só que lá no meio do mar, são perseguidos por Deus sabe quem, e pelo visto, Juliet acerta um deles. São salvos por mais um clarão. Dei muita risada com Sawyer agradecendo ao ‘Senhor’ por tirá-los da enrascada, e retirando o agradecimento por tê-los jogado em uma tempestade., hehehehe.

De volta ao presente fora da ilha, como dito acima, ficamos sabendo que o cliente do advogado que está atrás de Aaron é Ben, que também está resolvendo o caso de Hurlley para tirá-lo este da prisão! Gordo burro. Ou não. Ai, nunca se sabe em que acreditar nessa série!

Jin e os francesesNa ilha a Charlotte me solta um ‘Oi’, que me assustou! Ela estava chamando atenção para uns destroços de um naufrágio. No meio do mar um bando de franceses (que eu matei na hora que era a Danielle Rousseau e seus companheiros) encontram um corpo. Jin is alive! AAAH(3)!

Fora da ilha Kate se encontra com Sayid e Ben, e Jack mais uma vez faz o discurso do “We have to go back!”, só que Ben conta que é ele quem está querendo a guarda de Aaron, o que desaponta por alguns instântes o Jack. Coisa rápida, afinal, Sun está ali perto com Aaron no carro dormindo e uma arma apontada para um belo headshot em Benjamin Linus.

Danielle Reasseau se apresenta para Jin. Cabô!

Quando li o nome do episódio, eu pensei que a referência do livro Pequeno Príncipe se daria em Aaron, um episódio focado no filho da Clarie. Viajei de novo. Na verdade o nome é uma referência a todos os que estão fora da ilha, menos o Ben, eu acho. Afinal, eles são ‘responsáveis por quem cativaram’ na ilha =]

Como será que vai rolar o encontro com os outros agora que Jin está com Danielle, detalhe, grávida!? Será que Ben os encontrará também? Só nos resta o pesado fardo de assistir a esta maravilhosa série =)

Acharam que eu viajei demais nas minhas teorias?

Comentaê o/

Ah! As fotos peguei do Docarzt.com e do Lost…Stuff.